19 de setembro de 2010

Cinco pilotos e um caneco

 
A vitória de Fernando Alonso no último domingo em Monza escancarou novamente a disputa pelo campeonato.
A combinação de resultados recolocou na disputa, além do próprio Alonso, o jovem Sebastian Vettel e o atual campeão, Jenson Button.
Restando agora cinco etapas: Cingapura, Japão, Coréia do Sul, Brasil e Abu Dahbi, o campeonato deve pegar fogo, há muito tempo a categoria não assistia tamanha disputa.

Mark Webber
Atual líder com campeonato, o australiano sabe que essa é sua derradeira chance de ser campeão. Não tem o mesmo talento de muitos de seus pares, ainda assim, tem demonstrado muita determinação, tirando proveito do ótimo equipamento à sua disposição.

Pontos positivos: Bom ritmo de corrida e o domínio psicológico do companheiro de equipe, Vettel.
Pontos negativos: É muito inconstante, e isso o faz perder pontos preciosos ao longo do certame. Além disso seu crédito dentro do time não é dos maiores, errou ao tornar público sua insatisfação com o tratamento recebido dentro da equipe.

Lewis Hamilton
É de longe um dos maiores fenômenos surgidos na F 1 nos últimos anos. Começou a temporada no contrapé, mas depois acertou a mão, superou o parceiro de equipe e entrou na luta de vez na luta pelo bicampeonato.

Pontos positivos: É agressivo, combativo, sabe extrair tudo que o equipamento oferece. Demonstra amadurecimento nesta temporada, apesar de algumas bobagens. Assumiu a liderança na equipe.
Pontos negativos: Apesar do excelente motor, atualmente sua equipe é considerada a terceira força. Além disso o jovem inglês, tem a péssima fama de cometer erros quando está sob a pressão de um caneco.

Fernando Alonso
Dono de dois títulos mundiais e apontado por muitos como o piloto mais completo da F-1 atual. Desembarcou ontem na Ferrari, e já carrega o status de líder na equipe italiana com seus resultados na pista e fora dela.

Pontos positivos: Tem muita experiência, já levou dois campeonatos em quatro disputas. Além da primazia dentro da escuderia, seu parceiro de time trabalha a seu favor, e para completar a Ferrari melhorou sensivelmente nas últimas corridas,é a segunda força atualmente.
Pontos negativos: Nunca errou tanto, quanto nesta temporada. Esses erros podem comprometer a disputa. Além disso, ultimamente tem tentado ganhar muita coisa no grito, e não é esse o caminho correto.

Jenson Button
No inicio da temporada sua ida para a McLaren era vista com certa desconfiança, mas que foi apagada após seus dois primeiros triunfos no inicio do campeonato. Caiu de produção ao longo do certame, mas sempre se manteve na briga pelo bicampeonato.

Pontos positivos: Compreende uma corrida como poucos, rápida adaptação em situações adversas, sabe economizar o equipamento.
Pontos negativos: Tirando a corrida de Monza, sua performance em classificação deixa a desejar. Atualmente vive um momento de inferioridade dentro da equipe.

Sebastian Vettel
O jovem alemão de apenas 23 anos, é dono de um enorme talento, que acabou lhe rendendo uma ascensão meteórica na categoria. É apenas sua segunda temporada numa equipe grande, e mais uma vez luta pelo campeonato. Por outro lado cometeu toda a sorte de erros neste ano e ainda não mostrou ser capaz de vencer precisando recuperar terreno.

Pontos positivos: Extremamente veloz, excelente ritmo de prova quando está na ponta, além de ter total admiração e simpatia na equipe.
Pontos negativos: Ainda é imaturo, comete erros infantis. Joga fora pontos importantes pela falta de tranquilidade. Vive um momento de intensa pressão psicológica exercida pelo seu parceiro de time.

2 comentários:

Ron Groo disse...

Poderiam ser seis, mas um bunda mole brasileiro ficou pelo caminho.

Torço pelo Webber, mas acho que o Peter Pam Vettel tem chances boas também.
Tá emocionante.

F-1 A.L.C. disse...

aquele povo da foto parece o cartaz de kung-fu-panda, e pela expresão facial, Alonso é o panda.
e claro, Hamilton a cobra e Webber o macaco sempre calado