24 de maio de 2018

F1 SEM MIMIMI

Entre 1973 e 1978, o circuito sueco de Anderstorp, fez parte do calendário da F1. Numa área com uma simples cobertura e, com duas ou três tomadas, as equipes se instalavam.

22 de maio de 2018

NO TÚNEL DO TEMPO

Por mais incrível que possa parecer aos mais jovens, houve um tempo no qual haviam carros com linhas harmônicas, com um colorido único e, tudo era muito mais simples na F1.  Ah sim, e ainda por cima, podíamos nos dar ao luxo de escolher para qual piloto brasileiro torcer.

Na imagem acima, o catarinense Mauricio Gugelmim com a March - GP da Hungria 1988.

21 de maio de 2018

IMAGENS HISTÓRICAS - REGULARIDADE

Ainda que Nigel Mansell tenha anotado seis vitórias contra três de Nelson Piquet, em 1987, a regularidade e a experiência do piloto brasileiro fez toda a diferença. Foi a bordo da icônica Williams FW11B, que Nelson Piquet conquistou seu terceiro Mundial.

15 de maio de 2018

ESPANHA 18 - PITACOS PÓS GP

A corrida em terras espanholas seguiu o padrão das provas realizadas na Catalunya, um tédio sem fim.

Tirando a cagada monstruosa protagonizada por Romain Grosjean que perdeu a traseira do carro na curva 3, logo após a largada, e tentou voltar no meio do pelotão dando zerinho, nada de mais relevante aconteceu em Montmeló. Já com relação ao ocorrido, por muito pouco não houve um acidente de graves proporções. E no fim das contas, o piloto francês acabou punido com a perda de três posições na próxima etapa, em Monte Carlo. Punição ridícula, diga-se. 

No mais o que se viu foi um domínio avassalador da Mercedes, que enfim, conseguiu colocar a Ferrari no bolso e voltou a anotar uma dobradinha após oito corridas. Hamilton conquistou a 64ª vitória da carreira, a segunda da temporada. 

Max Verstappen dessa vez não se envolveu em confusões. O jovem holandês  conseguiu  levar sua Red Bull ao pódio, na terceira posição. Já Sebastian Vettell terminou num discreto quarto lugar. O melhor começo de campeonato em dez anos para a Ferrari, parece ter descido pelo ralo.

Por fim, resta saber se aquele inicio de campeonato que assistimos, com corridas interessantes e repletas de imprevistos, foram pontos fora da curva, ou se o padrão será esse que assistimos em Barcelona.

10 de maio de 2018

ICÔNICO

Em algum lugar do passado, Graham Hill a bordo da icônica Lotus 49.

8 de maio de 2018

NO TUNEL DO TEMPO

Foi na Hungria, em 1992, onde Nigel Mansell finalmente sagrou-se campeão. 

Após doze temporadas completas, três vice-campeonatos e 180 GP´s, o piloto inglês finalmente faturava seu primeiro e único titulo na categoria máxima do esporte a motor, com o segundo lugar conquistado em terras húngaras.

A vitória ficou com Ayrton Senna. Gehard Berger completou o pódio, na terceira colocação.

7 de maio de 2018

IMAGENS HISTÓRICAS

A disputa pela vitória entre Elio de Angelis e Keke Rosberg - GP da Áustria -1982. 

Numa chegada antológica, De Angelis conquistava sua primeira vitória na categoria, com uma vantagem de 0,050s sobre Rosberg. A equipe Lotus de Colin Chapman (na foto arremessando sua famosa boina para o alto), voltava a vencer após um jejum de quatro anos.

Jacques Laffite completou o pódio, na terceira colocação. Patrick Tambay, Niki Lauda e Mauro Baldi fecharam a zona de pontos daquela época.

4 de maio de 2018

LOW RIDER (15)

Hoje é a vez da Ferrari movimentar o espaço Low Rider.

Carlos Reutemann a bordo da máquina italiana, faturava o primeiro GP do Brasil disputado no saudoso circuito de Jacarepagua, em 1978. Emerson Fittipaldi com a Copersucar Fittipaldi e Niki Lauda com a outra Ferrari, completaram o pódio em terra brasilis, segundo e terceiro colocados respectivamente.