21 de junho de 2017

IMAGENS HISTÓRICAS


Nelson Piquet Souto Maior, guiando a icônica Brabham...

Uma pitada de história...

A equipe Brabham Racing nasceu em 1961. Fundada por Jack Brabham, permaneceu na F1 até a temporada de 1992, onde venceu quatro Mundiais de Pilotos e dois de Construtores. Em 402 GPs a equipe Brabham conquistou 35 vitórias, 40 poles e 124 pódios.

Entre os campeões pela lendária escuderia estão: Jack Brabham (1966), Danny Hulme (1967) e Nelson Piquet (1981 e 1983).

12 de junho de 2017

A IMAGEM DO FIM DE SEMANA


Após igualar Ayrton Senna em número de poles (65), Lewis Hamilton recebeu de presente da família do piloto brasileiro um dos capacetes utilizado por Senna na temporada de 1987. O jovem inglês ficou estasiado com a surpresa.

6 de junho de 2017

CHAPMAN E A LOTUS 25

Conta a lenda que Colin Chapman desenhou o Lotus- Climax 25 num guardanapo, enquanto jantava com parte de sua equipe...

O segredo do carro estava escondido sob a carenagem. Chapman mostrou o caminho para a criação do monocoque em 1962, ao conceber um carro com maior rigidez, menor peso, maior confiabilidade e uma seção transversal menor. Mais de 50 anos depois, os carros de corrida continuam usando esse princípio.

Foi uma máquina concebida sob medida para um piloto muito especial - Jim Clark. O inglês só não venceu o Mundial em 1962 porque na última corrida da temporada, quando liderava a prova, foi obrigado a abandonar devido a um vazamento de óleo provocado por um parafuso mal apertado.

No ano seguinte, Jim Clark venceu o campeonato de forma avassaladora. Conquistando sete vitórias e sete poles em dez provas disputadas.



31 de maio de 2017

KANAAN EM LE MANS

Tony Kanaan foi confirmado como substituto de Sebastian Bourdais, nas 24 Horas de Le Mans. O brasileiro guiará pela equipe Ford Ganassi ao lado de Joey Hand e Dirk Muller, na categoria GTE Pro. Apesar da experiência adquirida com o carro em Daytona, essa será a primeira vez de Tony em Sarthe. Boa sorte ao baiano!

AYRTON SENNA SPECIAL - 30 ANOS


Há exatos trinta anos, Ayrton Senna da Silva conquistava a primeira, das suas seis vitórias em terras monegascas, a bordo da Lotus Camel. Passados 23 anos desde sua morte, o piloto brasileiro segue como o maior vencedor do GP de Mônaco.

29 de maio de 2017

INDIANAPOLIS (17) - PANCA

O carro de Scott Dixon sobrevoando Helio Castroneves.

Foi uma pancada monstruosa...

Quem olha as imagens pela primeira vez, não acredita que Dixon nada tenha sofrido. Por muito pouco não sobrou para o brasileiro.


INDIANAPOLIS 17

A aventura de Alonso na América foi sensacional. O piloto espanhol pilotou com se veterano fosse. Não cometeu erros, andou sempre entre os ponteiros, liderou a prova durante 27 voltas. Não fosse o problema no motor Honda, certamente estaria na briga pela vitória. 

De todo modo, a presença do espanhol trouxe uma visibilidade extra para as 500 Milhas de Indianapolis que por sinal, ofuscou completamente o GP de Mônaco.

O final de corrida com meia duzia de carros brigando pela ponta nas últimas doze voltas foi de tirar o fôlego...

Helinho chegou muito perto da quarta vitória em Indianapolis. No entanto, Takuma Sato que por sinal também utilizava motor Honda, tinha nas mãos um verdadeiro foguete. O piloto japonês construiu sua corrida ao longo das 200 voltas. Quando foi preciso soube lidar muito bem com a pressão exercida pelo brasileiro nas voltas finais. Sato conquistou a vitória com méritos, diga-se.

A corrida em terras ianques também foi marcada por um acidente impressionante, envolvendo Scott Dixon, que felizmente nada sofreu. Não seria nenhum exagero dizer que Dixon nasceu de novo.


26 de maio de 2017

IMAGENS HISTÓRICAS - PANIS

A vitória do inacreditável...

O GP de Mônaco, em 1996, marcou a única vitória de Olivier Pannis na F1

Para aqueles que não lembram ou não eram nascidos, foi uma verdadeira corrida  maluca.

A prova realizada sob chuva terminou com apenas quatro carros recebendo a quadriculada. Desses, apenas três na mesma volta.

Pannis foi o último piloto francês a vencer um Grande Prêmio. E lá se vão 21 anos...