15 de setembro de 2010

Turbulência na Mercedes

A situação dentro da Mercedes não é das melhores. Um time que nasceu para lutar pelo campeonato, amarga uma sequencia desastrosa de resultados, atualmente ocupa a quarta colocação no Mundial de Construtores correndo sério risco de ser superada pela francesa Renault.

O carro é mau nascido, nem mesmo o forte motor Mercedes consegue compensar a deficiencia no equipamento, apesar da série de reformas que o bólido sofreu ao longo da temporada, a equipe desce a ladeira.

Michael Schumacher, muito badalado em seu retorno, até agora está devendo e muito. O "velho" alemão tem levado uma surra de tamando de Rosberg daquelas.
É raro a corrida em que o "kaiser" se classifica à frente do companheiro, no campeonato enquanto Rosberg ocupa a sétima posição no campeonato com 112 pontos, Schumacher figura em nono com míseros 46 pontos, e olha que a atual temporada é farta na distribuição de pontos.

Para piorar a situação, Ross Brawn, chefe de equipe, discorda do representante da fabricante de Stuttgart, Norbert Haug em gênero, número e grau.
Segundo informações de sites europeus, ambos tem pensamento distintos sobre o rumo a ser tomado com relação ao carro do próximo ano, e essa celeuma pode gerar uma séria crise, na qual Brawn pode deixar o time e levar a tiracolo Michael Schumacher. Essa história vai render...

Um comentário:

F-1 A.L.C. disse...

Ronaldo fofómeno pelo menos vendeu muita camiseta... será que na alemanha o Kaiser vendeu muito capacete?