17 de março de 2011

Pingos da quinta-feira...

Bernie Ecclestone está decidido a combater a mudança de motores planejada pela FIA, que obriga as equipes a migrar dos atuais "V8"  para as unidades de quatro cilindros em 2013.
Segundo o "mandachuva", uma alteração dessa importância poderá significar numa perda significativa na audiência do esporte de um modo geral, principalmente nas televisões.

Alertou ainda que a categoria corre o risco de perder seus dois maiores atrativos na hora da comercialização do espetáculo: a Ferrari ( que ameaçou sair da F1, caso essa medida se confirme) e o ruido caracteristico dos bólidos. Além disso ressalta que os custos para o desenvolvimento das novas unidades seriam absurdamente elevados.

Ecclestone ainda aproveitou para alfinetar Jean Todt, dizendo que o presidente da FIA não enxerga a categoria do prisma empresarial, e que sua intenção é tornar apenas a categoria politicamente correta no ponto de vista verde. Alguém duvida que Bernie ganhe essa queda de braço?

MCLAREN COM O PIOR APROVEITAMENTO NOS TESTES
Muito embora os tempos dos testes de invernos deixem muitas questões em aberto, a milhagem obtida pelas equipes fala por si.
No alto desta listagem, a Ferrari se destaca como a máquina mais confiável, na outra ponta a surpresa fica por conta da  McLaren, à frente apenas da Hispania (que não andou um milimetro...)
Os ingleses percorreram pouco mais da metade da kilometragem alcançada pela Ferrari nos doze dias de testes.

A equipe cometeu um erro estratégico ao não levar o novo modelo para a primeira sessão de testes em Valência, e quando foi para a pista, o MP4-26 sofreu com uma série de contratempos, problemas no escapamento, panes hidráulicas, problemas aerodinâmicos, falta de peças para reposição, enfim uma lista quase interminável de "pepinos".
Além disso, a escuderia perdeu um tempo precioso em extensos testes na asa dianteira com a instalação de equipamentos sofisticados, um sinal claro que as coisas não andam bem.

A dupla de pilotos fala abertamente que neste momento estão um segundo distantes dos ponteiros, e que está não é a melhor forma de começar uma temporada.
Por outro lado, a McLaren não pode ser substimada, com uma abordagem correta é possivel recuperar terreno, mas nesse momento (salvo milagre) estão fora da luta por vitórias.

WILLIAMS COM PROBLEMAS TÉCNICOS
Outra escuderia que não foi bem nos testes foi a Williams. Ainda que o diretor técnico, Sam Michael, afirme que o time solucionou todos os problemas, a equipe está em último lugar dentre as que participaram de todos os testes com o novo carro.
No rol dos maiores problemas, o campeão foi o KERS, tanto que o dispositivo ficou fora do carro nos três últimos dias. Também foram anotadas duas trocas de motores e um problema na transmissão, além de uma série de pequenas falhas.

BICO ALTO COM OS DIAS CONTADOS?
A categoria estuda alterarações nos bicos dos carros, visando trazer maior segurança aos pilotos. A preocupação foi despertada no ano passado, depois do acidente entre Mark Webber ( Red Bull) e Heikki Kovalainen (Team Lotus) no GP da Europa realizado nas ruas de Valência , quando o rubrotaurino passou literalmente por cima do finlandes.

A idéia seria a introdução de um bico com um formato mais baixo, remetendo ao estilo utilizado pela categoria entre os anos 80 e inicio da década de 90, desse modo o carro afundaria ao invés de decolar numa colisão traseira.
Sem contar que esteticamente os carros ficariam mais bonitos, podem apostar!

4 comentários:

Unknown disse...

bernie: o velho tá certo, não vou me empolgar com ruido de liquidificador. no mínimo vou ascender a aspiradora pra escutar algo mais agradável

Mclaren e Williams: os testes são ao campeonato o que a Sao Paulo FAshion Week à realidade. ainda quero ver esse williams na pista

Bico: tipo, com o bico baixo o piloto que vem atrás pode receber de braços abertos o motor do outro carro.... e ficar com o difussor de gravata.

Marcos Antônio disse...

em uma o velhote acertou, realmente motor tem q ter barulho! A Williams resolveu seus problemas e vamos rumo ao título! hehehe

e tb prefiro os carros com o bico baixo, esse então q está no post é o carro mais lindo da história!

TW disse...

essa discussão entre Bernie e Todt vai durar bastante ainda.

A McLaren está realmente bem atrás. O maior tempo do carro no túnel de vento, desculpa dada pela equipe para não levar o carro já para Valencia, de nada adiantou. Parece que terão muito trabalho pela frente nesse início de temporada, se quiserem chegar perto dos ponteiros. Mas de uma equipe que tem Hamilton, não se pode subestimar.

Seria, sem dúvida alguma, bem interessante ver os carros com o bico acoplado à asa dianteira. Mas será que a mudança seria aceita pelo tio Bernie?

Ester disse...

Essa questão da McLaren é mesmo preocupante. Mas eu espero uma recuperação pelo menos para o meio do ano, como foi em 2009, quando os carros construídos pela Ferrari e pela McLaren não foram bons, mas a equipe de Woking conseguiu retomar a algumas vitórias no segundo semestre!
Não devemos subestimar!