29 de junho de 2011

Quem perde mais?


A partir da próxima corrida em Silverstone, como já falamos aqui, entra em vigor a "canetada" da FIA que limita a utilização dos gases do escapamento do chamado off-throttle.

Isso na prática liquidará a corrente de gases soprados pelo escape de alta pressão através do difusor, quando o piloto levanta o pé do acelerador - ou seja, reduzindo sensivelmente o downforce na parte traseira.

Com essa "medida democrática" no meio do jogo, os abobrões que dirigem o esporte, esperam minar a vantagem da equipe Red Bull e assim "equalizar" a disputa.

Na verdade, a FIA quer tentar manter o campeonato aberto por mais tempo. Se a medida, em tese, poderá afetar mais a Red Bull e favorecer  a Ferrari, pouco importa. Mas, se fosse o contrário, essa medida entraria em vigor no meio do certame? Aposto que não.

Na etapa anterior, no GP da Europa, a FIA decretou a proibição do mapeamento do motor entre a classificação e a corrida. Mas essa alteração não teve o impacto esperado, pelo menos não na Red Bull.

A equipe Lotus Renault assim como a McLaren parecem ter sofrido com a mudança. Já a Force India se mostrou mais forte. Mas isso pode estar relacionado ao tipo de pista, ou simplesmente o fato que a Lotus Renault e McLaren tenham errado a mão no acerto de suas máquinas. Pode ser...

Mas em Silverstone a história poderá diferente, pelo menos é o que os especialistas apontam. Muita gente está apostando que a superioridade da equipe rubrotaurina será quebrada.

O genial, Adrian Newey, projetista do time das latinhas energéticas, aponta que apesar da equipe ter uma idéia de como ficará o comportamento do carro em simuladores , a comprovação só virá na pista. Para ele, a escuderia que mais irá se beneficiar com a mudança é a Ferrari.

Engenheiros e pilotos são unânimes em afirmar que os carros deverão sofrer com a estabilidade nas frenagens. Por isso essa perda precisa ser compensada na parte traseira.

Rubens Barrichello após a tese do buraco aerodinâmico, prevê que os engenheiros terão muito trabalho pela frente, tentando encontrar novas maneiras para utilização do set-up.
"Quem está utilizando o sistema de escape no difusor, vai sofrer muito com o desequilibrio sem ele. Em Silverstone precisamos de bastante pressão na parte traseira do carro." - Barrichello

Nick Heidfeld  segue a linha contrária. O Barba acredita que a Lotus Renault não sofrerá tanto, porque o escapamento do carro está na parte central.
Adrian Newey discorda do ponto de vista do alemão, pois independente do posicionamento do escape, Newey afirma que os beneficios da utilização do sistema, está relacionado a todo o fluxo de ar que ele proporciona pelo assoalho do modelo. Ou seja, na visão do mago a Lotus Renault também tem muito a perder.

Que todas as equipes vão perder alguma coisa, é certo. Mas a chave da questão é o quanto a  Red Bull irá perder em performance, e se ela será assim tão significativa em relação a concorrência. Respostas em Silverstone...

2 comentários:

TW disse...

Marcelonso,

muito difícil prever o resultado dessa alteração da FIA. Mas sinceramente, não acredito que a perda maior seja da Red Bull não. Todos perderão algo, como você mesmo deixou claro, mas o RB7 é um carro genial, a meu ver continua como favorito à vitória em Silverstone.

Mas não tenho dúvidas que a maior beneficiada com isso será a Ferrari.

abs

Marcos Antônio disse...

FIA e Ferrari, tuuudo a ver...mas acho que todo mundo perde, os carros vão ficar mais instáveis, e vamos torcer pra que não tenham muitos acidentes...