2 de maio de 2016

GP da Russia - Pitacos do dia seguinte

Nico Rosberg vive excelente fase. São quatro vitórias em quatro corridas...

Com mais esse triunfo, o jovem alemão chega a 100 pontos, 43 a mais que o vice-líder, Lewis Hamilton. Nem nos seus melhores sonhos, Rosberg imaginou um começo de campeonato como esse. Foi uma vitória clássica, de ponta a ponta, com direito a melhor volta.

Hamilton chegou a esboçar uma aproximação, mas não teve sucesso. Rosberg tinha reservas e a corrida sob controle. De todo modo, Lewis fez uma bela prova. Largou em décimo, terminou em segundo. Kimi Raikkonen completou o pódio, em terceiro.

Restando 17 etapas para o final do Mundial, ainda é cedo para cravar Rosberg como campeão. Porém, é preciso dizer, a vantagem é boa. Só para ilustrar, Hamilton precisaria de sete vitórias consecutivas a partir da próxima etapa para virar o jogo. Imaginando, claro,  Rosberg como o segundo colocado em todas elas.

O fato é que o campeonato está restrito a Mercedes. Ao final do Mundial, o campeão vestirá prata. Não há como ser diferente.

3 comentários:

Fábio Campos disse...

Pergunta: se fosse o Rosberg na situação do Hamilton e vice-versa, o campeonato poderia ser dado como encerrado?

Abraços

Marcelonso disse...

Fábio,

Acredito que não. Até porque, com o carro que ambos tem na mão, a recuperação nessa fase do certame é perfeitamente possível.

Valeu a visita;

abs

joaoleopires disse...

A cara de feliz do Rosberg e o sorriso amarelo de Hamilton, há um clima paradoxal na Mercedes, a foto diz tudo!