23 de novembro de 2011

GP do Brasil - Imagem Retrô (5)


O terceiro GP Brasil, realizado no Rio de Janeiro, na saudosa pista de Jacarepaguá em 1982, foi uma corrida espetacular e polêmica.

Na largada,a Ferrari de Gilles Villeneuve e a Renault de Rene Arnoux equipadas com motores turbinados tomaram a ponta seguidos de perto por Keke Rosberg, a bordo de sua Williams aspirada. Não demorou muito, para Rosberg, mesmo empurrado por um motor aspirado, deixar Arnoux para trás.

O brasileiro Nelson Piquet, então campeão mundial, vinha numa fantástica prova de recuperação. Saindo da sexta posição, em poucas voltas já babava na cola de René Arnoux, o 4º colocado.

No mergulho da Curva Sul, Piquet despachou Arnoux e começou a acelerar atrás de Rosberg.

Chegar em Rosberg até foi fácil, mas superá-lo não foi moleza. Piquet travou um feroz duelo com o piloto finlandes. Foram voltas de pura adrenalina com intensa troca de posições, até o brasileiro conseguir superar Rosberg de forma definitiva.

Restava agora Gilles Villeneuve que seguia na ponta. Piquet na ânsia da liderança, acabou forçando a passagem sobre o canadense que acabou escapando da pista...a ponta passava para as mãos do brasileiro, que seguiu até a bandeirada.

Na cerimonia do pódio, Piquet chegou a desmaiar devido ao esforço e ao forte calor.

Dias depois, a FIA decidiu desclassificar Nelson Piquet e Keke Rosberg. O motivo foi a malandragem de  Brabham e a Williams.

As equipes tinham descoberto uma falha no regulamento, justamente no item que estipulava o peso mínimo para cada carro. 

Williams e Brabham  desenvolveram um sistema de resfriamento dos freios com água. No inicio da prova , com o reservatório de água cheio, os carros  ficavam dentro do peso regulamentar. Só que essa água era utilizada ao longo da corrida, e assim o carro ficava mais leve - gerando assim uma vantagem em relação aos carros turbinados.

Como era permitido repor os todos os fluídos antes da pesagem ao final da prova - os carros voltavam ao peso regulamentar...

Mas no fim das contas, a FIA decidiu desclassificar os dois primeiros. A vitória caiu no colo de Alain Prost.

abaixo um video com os melhores momentos da prova

2 comentários:

Por Dentro dos Boxes disse...

Marcelo,

lembro-me bem dessa corrida e torci muito para o Piquet. Quando soube da desclassificação fiquei decepcionado demais com o ocorrido...

Abs...

Marcos Antônio disse...

grande malandragem. Tio Frank e Tio Bernie não eram bobos...

#SaudadesdeJacarepaguá