1 de outubro de 2010

Giro pelas noticias do dia

Lewis Hamilton ultimamente tem mandado ver em suas declarações, agora declarou que superar Michael Schumacher não tem mais um valor especial, afinal de contas o "velho alemão" está sempre na parte de trás do grid.
Para quem não lembra, Luizinho falou no inicio do ano que seria uma honra e um previlégio correr contra um dos seus maiores idolos, passadas 15 corridas o discurso mudou.
Schumacher vem sofrendo em sua temporada de regresso, a idade, o carro, os pneus, a era pós reabastecimento, enfim são muitas as variáveis que fizeram o alemão naufragar.
Na atual temporada está "mais perdido que cego em tiroteio". Ainda assim, sou daqueles que acham que ele merece ao menos mais uma temporada. Pega leve Luizinho!

LOTUS E COSWORTH  SEPARAÇÃO AMIGÁVEL

A equipe Lotus e a Cosworth sacramentaram o fim da parceria com a assinatura do termo de rescisão do contrato de fornecimento de motores.

A Cosworth declarou em comunicado que o seu apoio a Lotus Racing cessará a meia-noite de 30 de novembro de 2010, desejou toda a sorte do mundo,etc...
Na próxima temporada o time malaio será empurrado pelos propulsores franceses da Renault, o que deverá representar um belo salto de qualidade na equipe.
Aliás das novatas, a Lotus foi mesmo uma surpresa. Inicialmente foi vista com muita desconfiança pela grande maioria (na qual estou incluso). Agora caminha para fechar a temporada como a melhor das estreantes, quem diria...

PRESSÃO EM MASSA

Pelas bandas da Ferrari, seu presidente Luca di Montezemolo falou ao periódico "Gazzeta dello Sport" que espera ver um Felipe Massa muito forte, capaz de tirar pontos dos adversários nas quatro provas restantes. E emendou dizendo que aqueles que correm pela Ferrari, não correm por eles próprios, mas pelas cores da Ferrari. Quem quiser correr por sí mesmo terá que enfrentar o seu time.
Ainda fez uma reflexão da temporada, apontando que o time acertou em concentrar o foco em Alonso, pois o espanhol se mostrou muito forte e determinado.
Elogiou toda a determinação da escuderia que nunca deixou de acreditar na possibilidade de lutar pelo campeonato e, deu uma puxada de saco em Stefano Domenicalli, o atual chefe de equipe e também em Aldo Costa, diretor tecnico.
O recado foi dado, Felipe Massa terá que fazer o seu trabalho de escudeiro, uma tarefa dura para o brazuca que já faz tempo, que não sabe o que é andar na frente.

2 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

caramba, de a poco começo a acreditar no retorno das montadoras á categoria, tomara e a Renault se dé bem com a parceria.

por enquanto, fofocas dizem qeu Felipe está obrigado a ceder o lugar na fila de pesagem... ao Alonso.

TW disse...

o pior é ver declarações como essas simplesmente do presidente da equipe. acredito que o ideal para felipe era sair da ferrari em 2011.

schumacher deve ficar ano que vem na f1 e acredito que poderá ter alguma melhora, mas nada de disputar títulos, a não ser que o carro que pilote seja extremamente superior, o que acho quase impossível de acontecer