22 de maio de 2011

GP da Espanha - Pitacos da corrida

O circuito da Catalunha sempre foi especialista em produzir corridas enfadonhas, daquelas que nem mesmo o mais aficcionado conseguia assistir sem uma cochilada.
Por ser o quintal das equipes para testes, todas as equipes e pilotos conhecem cada milimetro da pista. E como se não bastasse, as caracteristicas da pista e a aerodinâmica dos carros atuais sempre dificultaram ultrapassagens em Barcelona. Não foi a toa, que em 20 corridas, o pole position venceu em 16 oportunidades.

Pois é, mais dessa vez foi diferente. A corrida foi bem movimentada, tudo bem que muitas ultrapassagens ocorreram nos boxes, mas na pista a luta também foi interessante. Assistir uma luta pela ponta durante as últimas 20 voltas, nunca pensei que viveria para ver isso em Montmeló sem o auxilio da chuva.
E dessa vez não foi a famigerada asa traseira móvel a responsável pelo show, foram os pneus. Sim, a velha e boa aderencia mecânica.

Na Red Bull (leia-se Vettel) o clima é de festa, pois o time lidera os dois campeonatos. O alemãozinho venceu quatro corridas em cinco disputadas. Vettel e a Red Bull são os virtuais campeões, não há como negar.
O único senão, foi a péssima corrida de Mark Webber. Mesmo largando na pole, o canguru largou muito mal e colocou tudo a perder, atirando pela janela todo o bom trabalho que realizou durante todo o final de semana. Conseguiu chegar na quarta colocação a bordo de um canhão, definitivamente é o Barrichello Australiano.

Lewis Hamilton e Jenson Button fizeram excelentes apresentações. A McLaren conseguiu na corrida encontrar uma performance que não apareceu na classificação. É verdade que Hamilton teve uma ajuda para se aproximar de Vettel devido ao KERS VAGALUME (acende e apaga) da Red Bull, mas isso faz parte do jogo.
O inglês mostrou novamente que vem pilotando o fino, sempre muito veloz e combativo. Diria que é atualmente o único capaz de ameaçar a dominio assombroso de Vettel,  mas não pelo campeonato. Apenas lutando por uma vitória aqui, outra ali...

Jenson Button assim como Webber, largou muito mal e despencou para 10º posição. Só que o piloto inglês ao contrário do australiano, fez uma excelente prova de recuperação, mudou a estratégia e acabou recompensado com o ultimo degrau do pódio.

Na Ferrari a situação está feia. Depois do vexame do episódio de asa traseira que estava fora das medidas regulamentares, a equipe deixa Barcelona com apenas um quinto lugar conquistado aos trancos e barrancos por Fernando Alonso. Mas o pior de tudo foi tomar uma volta de Red Bull e McLaren.

Logo após a primeira corrida, na Austrália, Briatore disse que a Ferrari deveria esquecer esse ano e começar a pensar em 2012. Começo a concordar com o italiano.

A Mercedes definitivamente andou para trás em Barcelona. Além de penar na classificação, esteve sempre distante dos lideres na corrida. Assim como a Ferrari, acabou tomando volta de Red Bull e McLaren.
Ao menos na briga caseira, o velho kaiser conseguiu superar seu parceiro de equipe.

Na Lotus Renault quem merece uma menção é o Barba. Nick Heidfeld após quase virar churrasco no terceiro treino livre, acabou impedido de participar da classificação e assim foi obrigado a largar da última posição. Precisando  mostrar serviço, o Barba pilotou como nunca, e acabou num honroso oitavo lugar. Pelo menos por um tempo, sua batata vai sair do fogo.

Fechando a zona de pontos, palmas para a Sauber. Sua dupla de pilotos Sergio Peres e Kamui Kobayashi terminaram em nono e décimo, respectivamente.

Na outra ponta, como destaque negativo a situação da Williams. O time inglês completou a quinta corrida sem marcar um pontinho sequer. Se antes a pergunta era quando a Williams voltaria a vencer, hoje queremos saber se o tradicional time inglês voltará a pontuar...


BRAZUCAS
Essa foi mais uma corrida para os pilotos brasileiros esquecerem. Felipe Massa ainda chegou a andar entre os dez melhores, mas quando colocou pneus duros começou a bailar, e com direito a rodada. No fim com problemas no câmbio foi obrigado a abandonar na 58ª volta. Como alguém disse na transmissão: " Massa deve ter falado: câmbio, desligo!"

Barrichello foi uma lástima total. Ontem como disse o Flavio Gomes, inaugurou uma nova modalidade de desculpa: câmbio incoerente. Hoje nem mesmo com um lote de pneus macios a disposição conseguiu emergir das profundezas, foi apenas o 17º.

CLASSIFICAÇÃO
No Mundial de pilotos, Sebastian Vettel soma 117 pontos. Lewis Hamilton é o segundo com 77. Mark Webber, o terceiro colocado, tem apenas 67 pontos.

No campeonato de Construtores, a Red Bull lidera com 185 pontos. A McLaren está na vice-liderança com 138, e a Ferrari é apenas a terceira, com míseros 75 pontos.

2 comentários:

Marcos Antônio disse...

Vettel sobra e vence, e esse campeonato tá quase decidido....

e O Barrichello, nem sei o que comentar...

Deusy disse...

Kers vagalume...kkkkkkkk... Adorei!