20 de maio de 2011

GP da Espanha - Treinos livres em pitacos



A sexta-feira foi de Mark Webber no circuito da Catalunha. O piloto australiano dominou as duas sessões de ensaios em Montmeló.
 O canguru parece estar num daqueles seus bons finais de semana, os quais acontecem de tempos em tempos, dependendo do alinhamento de Jupiter com Saturno.

Ano passado, Webber começou sua reação no campeonato com uma vitória de ponta a ponta justamente nesta pista, dessa vez, ele precisa começar a mostrar serviço para tentar cavar mais um ano de contrato com os rubrotaurinos, e pelo visto está empenhado nisso...

Seu parceiro, o Tião Alemão, foi discreto hoje. Marcou o segundo tempo pela manhã e o terceiro à tarde. Pode estar economizando? É bem provável. No GP passado, ele praticamente nem treinou na sexta-feira, devido a batida, mas no sábado foi lá e pimba: cravou a pole.
Dessa vez pode até ser um pouco mais dificil, mas a luta pela pole e vitória vai ficar em casa.

E falando em luta, a McLaren parece ter encontrado um bom caminho no segundo treino. O time inglês dá pinta que será a escuderia mais próxima dos azuis neste final de semana. Lewis Hamilton fechou a sessão com o segundo tempo enquanto Jenson Button foi o quarto mais veloz.

Ferrari e Mercedes devem travar bons duelos, possivelmente com participações especiais de Lotus Renault e Sauber. Neste segundo treino Alonso foi o quinto, Rosberg sexto, Schumacher sétimo e Massa oitavo.

A Williams parece um pouco melhor, pero no mucho. Barrichelo que chegou a andar entre os dez melhores pela manhã, fechou o dia em 14º. Seu parceiro Maldanado, ficou atolado na caixa de brita e terminou a sessão em 16º.

Os carros voltam à pista amanhã, às 6 horas (Brasília), quando acontece o último treino livre do GP da Espanha. Logo após, às 9 horas, acontece a classificação.

Aos tempos:

1º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min22s470 (35 voltas)
2º. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 0s039 (27)
3º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 0s356 (37)
4º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 0s718 (32)
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 1s098 (34)
6º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1s116 (35)
7º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1s511 (30)
8º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1s808 (30)
9º. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 1s820 (33)
10º. Nick Heidfeld (ALE/Lotus Renault), a 1s896 (31)
11º. Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari), a 2s013 (38)
12º. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault), a 2s316 (43)
13º. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), a 2s826 (33)
14º. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 2s833 (38)
15º. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 2s987 (34)
16º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth), a 3s133 (43)
17º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes), a 3s603 (32)
18º. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus-Renault), a 3s947 (37)
19º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 4s653 (20)
20º. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus-Renault), a 4s719 (34)
21º. Jérôme D’Ambrosio (BEL/Marussia Virgin-Cosworth), a 5s566 (36)
22º. Timo Glock (ALE/Marussia Virgin-Cosworth), a 5s592 (28)
23º. Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth), a 6s999 (28)
24º. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth), a 7s006 (31)

Um comentário:

Marcos Antônio disse...

e ninguém segura as red bulls, será que a mclata consegue?